5 Cs do Crédito: O que é levado em consideração na análise de crédito?

Você já ouviu falar dos 5 Cs do crédito? Trata-se de uma estrutura de análise bastante utilizada. Ela abrange a maior parte dos aspectos a serem considerados na avaliação de uma operação de crédito para empresas.

Na Nexoos, sempre olhamos para o potencial de crescimento do empreendimento e a capacidade de repagamento, para que possamos assim alavancar o crescimento de empresas.

Os 5 Cs do Crédito são:

  •  Caráter;
  • Condições;
  •  Capacidade;
  •  Caixa;
  •  Colateral

A importância do Caráter para pequenas empresas

Em Caráter estão englobados os aspectos relevantes do comportamento da empresa ou do empresário. No caso de pequenas e médias empresas, esse aspecto tem influência direta sobre as decisões tomadas pelo negócio.

Nesse quesito alguns aspectos são levados em consideração como histórico de crédito e relação com fornecedores. A confiança percebida pelo emprestador em relação ao pagamento de obrigações futuras é também um importante fator.

A análise das Condições

Por Condições nos referimos à situação financeira da empresa, suas condições específicas de operação que podem ser favoráveis ou não a uma boa avaliação para concessão de crédito.

A finalidade para a qual o crédito está sendo solicitado tem forte influência sobre este aspecto.

 

Capacidade

Capacidade se refere à margem para contratação de novas dívidas por parte da empresa, levando em conta a dívida atual, o perfil desta dívida e o fluxo de vencimento das obrigações já contratadas pela empresa, que podem vir a comprometer a capacidade de pagamento de uma nova operação de crédito.

Caixa

A avaliação de Caixa nos informa sobre as perspectivas futuras de geração de caixa da empresa, e pode ser estimada tanto por meio de demonstrativos financeiros como DREBalanço (no caso de empresas maiores), como por meio do fluxo de caixa direto no caso de pequenas empresas que não emitem estes demonstrativos.

Colateral

Colateral é a contrapartida em bens que muitas vezes são exigidos como garantia em operações de crédito. No caso de operações menores (e também em operações para pessoas físicas), a garantia pode ser substituída pela inclusão de um avalista na operação, tornando o colateral uma obrigação moral do tomador de crédito junto ao seu avalista.

Outros aspectos incluídos em um modelo de análise de crédito são a avaliação do plano de negócios da empresa, análise do setor em que a empresa atua, utilização de índices financeiros para medir lucratividade, liquidez e geração de caixa, etc.

Tradicionalmente, a análise de crédito inclui visitas pessoais às empresas para observação de aspectos difíceis de avaliar apenas por meio de demonstrativos financeiros, a exigência de algum tempo de relacionamento com a instituição financeira para que seja possível acompanhar a evolução da situação dela no tempo e exigência de colateral (garantias) para diversos tipos de operações.

Essas medidas visam reduzir o risco da operação, podendo ser dispensadas por meio da adoção de outras metodologias caso certos critérios sejam atendidos pelo tomador.

Você tem alguma pergunta sobre gestão financeira para empresas? Deixe nos comentários que sua dúvida será respondida e pode até se tornar tema de um novo artigo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Rolar para cima