Antecipação de recebíveis: conheça as vantagens e os riscos!

A antecipação de recebíveis é encarada por muitos empresários como uma saída fácil e rápida para ter dinheiro na mão para investir no negócio, cobrir déficit no caixa ou, até mesmo, pagar algum gasto corporativo inesperado. A facilidade e rapidez de crédito para quitar contas realmente é uma vantagem dessa modalidade, que costuma ter taxas inferiores às cobradas no cheque especial e rotativo do cartão de crédito.

No entanto, é importante também ficar atento a alguns pontos: sua empresa realmente vai conseguir pagar no futuro o dinheiro que está pegando agora? Conheça as vantagens e os riscos da antecipação de recebíveis e veja o que considerar antes de recorrer a essa opção:

Comparação a outras linhas de crédito

Em linhas gerais, ao solicitar a antecipação de recebíveis a um banco ou adquirente a empresa pede para receber, na hora e à vista, o valor equivalente a vendas realizadas em cartão de crédito. Essa é uma alternativa para empresários que precisam de capital de giro ou realizar investimentos naquele momento exato.

Antes de solicitar essa quantia, no entanto, é essencial fazer uma pesquisa e comparar as taxas cobradas em outras linhas de crédito para avaliar se realmente vale a pena pedir essa antecipação. Comparado com empréstimos bancários, geralmente compensa, já que, como o empresário está usando o capital da sua empresa, o banco cobra juros menores para essa modalidade. No entanto, há outras alternativas que podem ser mais vantajosas, como o crédito para empresas diretamente com investidores

Real valor de desconto na antecipação de recebíveis

Apesar de parecer ser uma boa opção para manter o fluxo de caixa da empresa em dia, a antecipação de recebíveis envolve descontos que, acumulados, podem comprometer o lucro. Em um exemplo prático, imagine que você fez uma venda no valor de R$ 200, parcelada em quatro vezes, no dia 01/08. Ao pedir a antecipação de recebíveis, já é preciso arcar com a taxa cobrada pelo banco ou adquirente, que varia de instituição para instituição, mas vamos exemplificar como sendo de 4%. Dessa forma, para cada parcela de R$ 50 da venda, sua empresa receberá R$ 48 por conta da incidência da taxa.

Além desse desconto, é cobrada a taxa de recebimento antecipado em cada uma das parcelas de que você pedir adiantamento. Caso você queira receber todo valor da venda de uma vez no dia 02/08, por exemplo, considerando uma taxa de antecipação de recebíveis de 4% ao mês, receberá o valor total de R$ 172,80 pela venda de R$ 200. Isso acontece porque quanto mais tempo você pede para adiantar o dinheiro, maior a incidência da taxa. Nesse exemplo, o valor que você receberia relativo à primeira parcela seria R$ 46,08. Já em relação à quarta, R$ 40,32.

Cuidado com a recorrência da antecipação de recebíveis

Um dos grandes riscos de recorrer à antecipação de recebíveis é tornar a prática comum na empresa. Essa atitude, a longo prazo, pode comprometer de forma significativa o lucro que a companhia tem em suas vendas. Além disso, é importante fazer uma avaliação cuidadosa do fluxo de caixa projetado para saber se lá na frente você terá condição de pegar o dinheiro que pediu antecipado. Apesar da taxa competitiva em relação a outras linhas de crédito, é preciso analisar se é realmente necessário ter o dinheiro na mão com antecedência. Considere, antes de recorrer ao banco, cortar gastos dentro da empresa para manter o capital de giro em dia.

A visão estratégica e o bom entendimento de finanças fazem toda a diferença e podem ser grandes aliados no seu dia a dia como empreendedor. A antecipação de recebíveis é uma alternativa para ter capital de giro em caso de imprevistos, no entanto, a melhor prática é manter um fluxo de caixa eficiente e planejamento cuidadoso das finanças para evitar empréstimos empresariais

Ainda tem alguma dúvida sobre vantagens e riscos de antecipação de recebíveis? Deixe nos comentários!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *