Como levantar investimentos para a empresa sem precisar ir ao banco?

Conforme um negócio se desenvolve, levantar investimentos passa a ser cada vez mais importante para financiar as operações. Porém, recorrer ao banco nem sempre é a melhor escolha. Trata-se de um processo excessivamente burocrático, com altas taxas de juros e poucas vantagens.

Como não é possível abrir mão de obter recursos, o ideal é recorrer às opções que não utilizam essas instituições financeiras. Veja neste artigo a quais possibilidades você pode recorrer e entenda como cada uma delas funciona.

Sócio-investidor com participação na empresa

Uma das formas conhecidas para levantar investimentos é buscando um sócio-investidor. Tal ação consiste em ir atrás de um parceiro de negócios que tenha interesse e capital disponível para colocar no empreendimento.

Nesse cenário, o investidor, como o próprio nome indica, se torna um sócio. Ou seja, você não tomará mais as decisões por conta própria e, dependendo do montante, pode perder o controle da maior parte do empreendimento.

Portanto, é fundamental escolher um parceiro de confiança e com experiência, já que isso faz toda a diferença para os resultados.

Realização de rodadas de investimento

Falando em investidores, é possível oferecer parte do negócio em troca de um investimento que deverá retornar a quantia inicial acrescida de juros. Nesse caso, os investidores não se tornam sócios, mas, normalmente, fazem parte das decisões que são tomadas.

Uma das formas de conseguir esses aportes é realizando rodadas de investimento. Você reúne potenciais investidores, faz uma avaliação do valor da empresa e realiza uma apresentação. Nela, você demonstra o porquê de o estabelecimento ser um bom destino de recursos e como eles podem ganhar com essa ação.

O inconveniente dessa possibilidade é que é necessário ter bons contatos de investidores e a apresentação precisa ser impecável. Mesmo assim, há chances de terminar recebendo menos do que você gostaria ou do que precisa.

Factoring e adiantamento de recebíveis

Em alguns casos, os investimentos servem para cobrir algumas questões pontuais do negócio. Pode se tratar de uma reforma, de uma quantia faltante para a abertura de uma filial ou da necessidade de aumentar a robustez da gestão.

Nesses casos, uma possibilidade é recorrer ao factoring, que é o adiantamento de recebíveis. A factoring oferece, em caráter de adiantamento, o valor que será pago pelos clientes. É uma forma rápida de obter dinheiro, mas que também exige um pagamento em curto prazo, o que pode colocar as finanças em risco e que nem sempre levanta recursos suficientes para sustentar o crescimento.

Plataformas de empréstimo coletivo

Dentre as opções, a melhor escolha é optar por uma plataforma de empréstimo coletivo ou crowdfunding. O funcionamento é simples: a sua empresa faz uma solicitação de recursos e apresenta o negócio, a solução e os possíveis resultados.

Potenciais investidores avaliam a proposta e oferecem a quantidade desejada e viável. Com a repetição dessa ação por parte de vários outros investidores, a empresa reúne o dinheiro desejado e faz o retorno com os lucros dentro de prazos estipulados.

É uma escolha acessível, com pouca burocracia e que permite que a empresa e os investidores ajam de acordo com as suas possibilidades. Com isso, todos saem ganhando e o negócio pode se desenvolver.

Levantar investimentos sem banco é possível e pode ser feito pela busca de investidores e mesmo pela antecipação de recebíveis. Porém, é o uso de plataformas de empréstimo coletivo que se destaca como opções altamente convenientes e facilitadas.

Quer saber mais e aproveitar essa possibilidade? Faça uma simulação de empréstimo gratuita e veja como o seu negócio pode se desenvolver com um importante apoio financeiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Rolar para cima