Como calcular o ponto de equilíbrio financeiro, econômico e contábil

Existem diversas maneiras de avaliar a saúde financeira do seu negócio. Um dos principais meios de descobrir se sua loja está dando lucro ou se está conseguindo manter suas operações é por saber como calcular o ponto de equilíbrio financeiro, econômico e contábil.

Todos os cálculos partem da boa organização dos seus registros e do bom planejamento. São passos fundamentais para tomar decisões de negócios que possam levar a sua empresa a um crescimento sustentável.

Por isso, neste post vamos compartilhar com você um modo simples de fazer o cálculo do ponto de equilíbrio das finanças da sua empresa. Entenda como usar essa fórmula para direcionar suas estratégias!

Ponto de equilíbrio financeiro, econômico e contábil — o que é isso e para que serve?

Sendo simples e direto, ponto de equilíbrio financeiro é a igualdade entre receitas e despesas. Basta lembrar daquelas balanças antigas que utilizavam pesos para calcular o quilo e o grama. Quando os dois lados estavam alinhados, havia então um ponto de equilíbrio. O mesmo se dá nas finanças de um negócio.

O que entra de dinheiro precisa ser no mínimo equivalente à soma dos custos e das despesas da empresa. A partir desse valor, mesmo que seja 1 centavo, o empreendimento já estará gerando lucros.

Saber como calcular o ponto de equilíbrio é indispensável no planejamento financeiro do negócio. Por meio dele, o gestor sabe quanto precisa de dinheiro para custear suas operações e não ter prejuízos.

Assim, não se trata de uma meta, mas sim um referencial. Dessa forma, o empreendedor vai ter condições de avaliar a viabilidade do seu negócio e fazer os devidos ajustes para torná-lo sustentável dentro do seu mercado de atuação. Quanto menor esse índice, menor serão os riscos.

Há três modelos de ponto de equilíbrio:

  • contábil: o ponto é quando o lucro da empresa é igual a zero. Isso significa que a receita total é igual aos custos e as despesas. Também é conhecido como break-even point (ponto de ruptura);
  • econômico: leva em conta o custo de oportunidade ao realizar o cálculo;
  • financeiro: não considera perdas com amortização, exaustão e depreciação, que embora reduzam o lucro, não ficam explícitos na saída de caixa. Isso porque algumas empresas incluem esses itens como custos.

Há semelhanças entre eles, mas apresentam visões diferenciadas para se realizar o cálculo. Saiba mais como funcionam as fórmulas!

Como calcular o ponto de equilíbrio?

Ponto de equilíbrio contábil

A fórmula aqui é simples:

  • (Custos fixos + despesas fixas) / margem de contribuição unitária.

Mas o que é margem de contribuição unitária? Trata-se do índice de margem de contribuição, ou seja, o preço unitário de venda menos os custos e despesas variáveis de cada item. Assim, é preciso fazer esse cálculo primeiro antes de prosseguir. Ficou confuso? Considere um exemplo, que servirá para os demais cálculos.

Uma camisaria vendeu 200 blusas por R$ 60 cada. O custo de produção de cada uma delas foi de R$ 10. As despesas variáveis de cada blusa foram R$ 8. A loja tem custos fixos mensais de R$ 5 mil. Agora vamos colocar tudo isso aí em uma planilha para facilitar.

 

Por item Total
Receita com venda das camisas  R$   60,00  R$   12.000,00
Custo de produção  R$   10,00  R$     2.000,00
Despesas variáveis  R$     8,00  R$     1.600,00
 
Margem de contribuição R$ 42,00  R$     8.400,00
70% 70%
 
Custos e despesas fixas  R$     5.000,00
Lucro bruto  R$     3.400,00

 

Descobrimos que a margem de contribuição de cada item é de 70%. Isso quer dizer que, de cada blusa, R$ 42 são usados para custear a produção e as despesas.  Dividindo o percentual da margem por 100, chegamos ao índice (70/100 = 0,7). Daí já podemos chegar ao ponto de equilíbrio contábil:

  • ponto de equilíbrio contábil = R$ 5.000 / 0,7 = R$ 7.142,85, que dá cerca de 142 blusas.

Ponto de equilíbrio financeiro

A diferença aqui é que excluiremos os custos de depreciação, considerando apenas despesas que representam um desembolso ou saída de dinheiro do caixa. Então ficaria assim:

  • Ponto de Equilíbrio Financeiro = (Custos fixos e despesas fixos) – (depreciação, amortização e exaustão) / margem de contribuição unitária.

Se fixarmos que o custo depreciação da camisaria foi de R$ 1 mil, o cálculo seria:

  • Ponto de Equilíbrio Financeiro = R$ 5.000 – 1.000 / 0,7;
  • Ponto de Equilíbrio Financeiro = R$ 4.714,28, ou 114 blusas.

Ponto de equilíbrio econômico

Para saber como calcular o ponto de equilíbrio econômico, é preciso considerar o custo de oportunidade. E o que é isso? Por exemplo, digamos que a camisaria poderia ganhar R$ 10 mil por mês se fizesse algum investimento em maquinário para aumentar sua produção e atingir um público maior. Esse valor seria acrescentado nos custos fixos:

  • Ponto de equilíbrio econômico = custos e despesas fixas + custo de oportunidade/margem de contribuição;
  • Ponto de equilíbrio econômico = (R$ 5.000 + R$ 10.000) / 0,7;
  • Ponto de equilíbrio econômico = R$ 15.000 / 0,7;
  • Ponto de equilíbrio econômico = R$ 21.428,57, ou 428 blusas.

Como aplicar o cálculo no seu planejamento empresarial?

Como você pôde observar, o ponto de equilíbrio ocorre quando há uma igualdade entre lucro e despesas, de modo que a empresa não tem lucro. Mas se é a margem de contribuição que está sendo usada para pagar as suas despesas fixas, sendo pelo menos equivalentes, então, a empresa está gerando lucros.

Quanto menor for seu ponto de equilíbrio, menos arriscado vai ser seu negócio, e mais os seus custos estarão relacionados às operações. Isso vai garantir uma rentabilidade maior.

Quando o empreendedor sabe calcular o ponto de equilíbrio, é possível encontrar formas de reduzir custos do negócio e definir preços de seus serviços e produtos de modo mais eficiente, condizente com as necessidades da empresa.

Além disso, saberá como fazer um diagnóstico da saúde financeira do negócio, norteando os caminhos a seguir, como investimentos, parcerias e campanhas de marketing. Sem falar que será muito útil na hora de determinar a viabilidade econômica de um projeto, tomando sempre as melhores decisões.

Agora que você entendeu com calcular o ponto de equilíbrio, leia nosso próximo post e saiba como fazer um planejamento financeiro empresarial adequado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Rolar para cima