Como criar metas para o crescimento do seu negócio

Muitos negócios não crescem simplesmente porque seus gestores não sabem aonde querem chegar. Por isso, é fundamental para o empreendedor criar metas para a sua empresa. Somente assim, será possível estruturar suas estratégias e concretizar seus objetivos.

A não definição de metas e objetivos pode fazer você e sua equipe chegar a lugares não muito confortáveis e simplesmente fazer seu negócio ruir. Mas antes de prosseguirmos, é bom traçar uma linha demarcatória clara acerca desses conceitos:

  • Objetivo: é o seu alvo final, aonde você deseja chegar ou alcançar, um propósito. Por isso é mais abrangente e estratégico;
  • Metas: são as etapas necessárias para alcançar seu objetivo. É como se cada meta fosse um degrau que deixa você mais próximo do seu propósito. Sendo assim, são mais específicas e rapidamente tangíveis.

Com isso em mente, saiba como definir suas metas e conheça as vantagens do método OKR!

Se você chegou aqui em busca de capital para a sua empresa clique aqui para simular com a Nexoos!

Entenda como criar metas

Uma vez que as metas são “escadas” para chegar ao seu objetivo, é preciso partir da criação de um propósito final para então avaliar que metas serão necessárias para alcançá-lo. Por isso, entenda melhor como fazer isso do zero!

Analise a situação do seu negócio

Para definir seu ponto de chegada, é necessário entender qual seu ponto de partida. Por exemplo, se seu negócio está em uma fase financeiramente ruim, com muitas dívidas, por exemplo, talvez seja o caso de criar metas que coloquem as finanças em ordem antes de pensar no negócio como um todo.

Assim, avalie os resultados do negócio, como;

Essas informações podem gerar insights interessantes para você entender como seu negócio pode crescer de forma mais sustentável.

Fique de olho na concorrência

Em um mercado competitivo, não é possível correr olhando apenas para frente. É muito relevante avaliar o cenário à sua volta para perceber oportunidades de investimento ou mesmo ameaças que poderiam colocar seu negócio em risco. Por exemplo, pode ser que seus concorrentes não forneçam um serviço que já apresenta uma grande demanda em sua região. Por que não investir nisso para aumentar suas vendas e garantir melhores resultados de negócios?

Defina indicadores claros

Não é possível avaliar aquilo que não é medido. Por isso, suas metas precisam ser específicas em termos de volume, prazos e resultados esperados. Somente assim, será possível controlar os avanços conquistados e garantir motivação para prosseguir.

Para acompanhar esses indicadores, use uma ferramenta de gerenciamento, como uma planilha ou um aplicativo que o ajude a manter um registro.

Não se esqueça da execução, é claro

Após definir metas com base nas necessidades do seu negócio e no seu objetivo, mãos à obra! Mas aqui vale uma ressalva: é importantíssimo que você seja prático. Não adianta muito definir mais metas ou tarefas do que você e sua equipe são capazes de cumprir.

Fique comprometido com o que é realmente fundamental para alcançar seu propósito. Ir além disso pode significar perda de energia, tempo e recursos.

Monitore, avalie e ajuste

Nenhum planejamento consegue prever com perfeita exatidão como será a execução dos processos. Acompanhe os indicadores que você definiu e faça ajustes quando necessário. A cada meta que você alcança, mais perto você fica de conquistar seu objetivo!

Ao avaliar as metas já alcançadas, entenda o que deu errado e o que foi acertado. Aprenda com as falhas e reflita: os prazos foram realistas? Entregaram os resultados esperados? O que aprendi para definir metas futuras mais realistas e eficientes?

Não perca de vista seu propósito

Muitas vezes pode ocorrer de você se perder no impulso de bater metas, forçar sua equipe nesse sentido e simplesmente esquecer o porquê de tanto esforço.  Ao longo do percurso, não se esqueça dos seus valores para alcançar números frios. Apegar-se aos seus ideais fortalecerá sua identidade e o ajudará a definir metas condizentes com seus objetivos de negócios.

Selecione uma metodologia

Há diversas metodologias que podem nortear o perfil das suas metas. Por exemplo, o SMART:

  • S — Specific (específicas): metas bem-direcionadas para um momento específico e adequadas à característica do negócio;
  • M — Measurable (mensurável): com métricas específicas em vez de genéricas. Por exemplo, em vez de “Fazer mais contratações”, pode ser “Fazer mais 10 contratações neste mês”;
  • A — Attainable (alcançável): metas precisam ser possíveis de serem alcançadas, apesar de desafiadoras;
  • R — Relevant (relevante): suas metas precisam ser condizentes com o seu objetivo;
  • T — Time-Based (temporal): para atingir uma meta, você precisa definir um prazo específico, e não ficar perdida no tempo.

Uma outra metodologia muito utilizada para fins de planejamento e metas é o OKR. Entenda como ele funciona!

Saiba mais sobre o método OKR

OKR é a sigla para Objectives and Key Results, criada nos anos 70 pelo CEO e presidente do conselho da Intel Corporation, Andy Grove. A ideia é definir e comunicar metas e resultados dentro da empresa, conectando equipe, empresa e seus objetivos para alcançar resultados mensuráveis, movendo todos na mesma direção.

A metodologia OKR pode ser aplicada de diversas maneiras. Vamos apresentar aqui 5 princípios fundamentais que compõem o método e podem ser aplicados por diferentes segmentos do mercado.

1. Desenvolva uma cultura de gestão baseada em OKRs

Criar metas e alcançá-las deve ser um empenho não somente da gestão, mas de todos. Isso deve fazer parte da cultura da empresa, independentemente do seu porte. Todos precisam entender que não é possível fazer o negócio crescer sem definir uma direção e etapas específicas para isso.

2. Defina a prioridade

Os OKRs consistem em uma série de metas conectadas que, quando alcançadas no coletivo, direcionam o negócio para um objetivo macro para toda a empresa. Assim, cada colaborador entenderá a razão do seu escopo de trabalho e saberá como ele se encaixa dentro da estrutura geral do negócio. Ele assim não precisará gastar energia em processos que não contribuem para o objetivo macro.

3. Torne tudo mensurável e simples

Esse é um princípio básico da definição de OKRs: ser objetivo. Isso quer dizer que:

  • precisa contar com números, isso é obrigatório;
  • precisa ser fruto de um acordo entre gestor e colaborador;
  • é preciso definir para cada profissional objetivos macro (não passando de 5) e resultados específicos para cada objetivo;

4. Instaure uma gestão de metas colaborativa

Tradicionalmente, as metas são definidas pela gestão, e os colaboradores as cumprem. Mas na metodologia OKR, isso é diferente. É possível que menos da metade dos OKRs sejam definidos pela direção, e o restante pelos indivíduos da empresa. É como se você definisse aonde quer chegar, e as equipes definem como chegar lá.

5. Compartilhe as metas para promover o engajamento dos colaboradores

Ligado ao primeiro princípio, certifique-se de que todos saibam das metas a serem alcançadas. É possível fazer isso divulgando os OKRs, mensalmente ou trimestralmente, OKRs pelos canais da empresa ao seu público interno.

Isso gera engajamento e um sentimento de pertencimento, de que cada indivíduo está contribuindo para alcançar um objetivo macro da empresa, como de fato é.

Para garantir um crescimento sustentável da empresa, criar metas não é opcional. São os degraus que você vai construir para sua empresa alcançar reconhecimento no mercado, uma forte identidade diante do seu público e maior lucratividade.

Quer saber mais sobre como fazer sua empresa crescer? Leia nosso artigo sobre como crescer em um mercado competitivo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *