investir

Descubra em que você deve investir em 2019!

O novo ano se aproxima. Descubra em que você deve investir em 2019 e acerte nas suas decisões.

2018 foi um ano cheio de acontecimentos que marcaram o país e que afetaram diretamente a economia e os investimentos: greve de caminhoneiros, crise política no governo Michel Temer, vitória do Jair Bolsonaro e especulações de como será o trabalho da equipe econômica do novo presidente. Nesse cenário, descubra em que investir em 2019!

Preparamos este post com as principais informações da economia em 2019 e as melhores alternativas de investimentos para 2019.

O que dizem as pesquisas?

Antes de saber em que investir em 2019, é fundamental entender como a economia andou em 2018 e o que podemos esperar para o próximo ano. Especialistas do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) projetaram um crescimento de 1,6% no Produto Interno Bruto (PIB) em 2018 e uma retomada da recuperação da economia em 2019, com um crescimento estimado em 2,9%.

Espera-se que a turbulência da economia e as incertezas sejam menores, com um governo direcionando suas ações nos ajustes fiscais, que é um dos principais motivos de entraves na retomada econômica do país.

Quando analisamos o mercado financeiro hoje, podemos afirmar que há bastante otimismo. E a base para isso são os indicadores positivos avaliados nos últimos anos:

  • PIB Nacional: após dois anos de grave recessão (-3,8% em 2015 e -3,3% em 2016), o Brasil está no seu segundo ano consecutivo de crescimento (1% em 2017 e projeção de 2,9% em 2018);
  • Selic: a taxa está no seu menor valor histórico, 6,50% ao ano. Segundo um relatório encomendado pelo Banco Central, a Selic deve fechar no próximo ano em torno dos 8%;
  • Inflação: o Brasil vê hoje a sétima queda consecutiva de expectativa e inflação para 2018, com projeção de 3,71. O mesmo relatório do Banco Central projeta a inflação para 2019 em torno de 4,21%. Isso mostra que a alta de preços está sob controle;
  • Ibovespa: neste ano, o principal índice da bolsa brasileira chegou a ultrapassar 89 mil pontos, mantendo-se em sua máxima histórica.

Diante desse cenário promissor, qual deve ser o alvo de investimentos em 2019? Vamos analisar algumas opções!

Em que investir em 2019?

Investimentos de renda fixa

Não há como negar que os investimentos de renda fixa serão uma ótima alternativa para 2019. Essesfundos têm uma rentabilidade mais previsível, ao contrário da renda variável, em que não há grandes garantias e é possível ter alguma perda.

Entre os investimentos de renda fixa, a poupança é o que menos rende. Portanto, fique atento a alternativas mais interessantes.

Tesouro Direto

Esse programa do Tesouro Nacional comercializa títulos públicos federais. Na prática, o governo disponibiliza esses títulos no mercado para levantar fundos quando precisa financiar suas dívidas internas. O investidor, por sua vez, aplica seus recursos no título público e recebe de volta o dinheiro acrescido de juros em uma data predeterminada.

CDB

O Certificado de Depósito Bancário (CDB), como o nome sugere, é emitida pelos bancos para reunir recursos a fim de investir em suas operações e infraestrutura. Ela funciona da mesma forma que o Tesouro Direto: o investidor empresta dinheiro ao banco, que devolve com as devidas correções.

LCI e LCA

Aqui temos a Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA). Ambos também são títulos emitidos por bancos e demais instituições financeiras. A diferença entre os dois é simples

  • no LCI, o dinheiro investido será aplicado em financiamento do setor imobiliário;
  • no LCI, os recursos são direcionados para o agronegócio.

Ao investir na renda fixa, é importante levar em conta 3 princípios básicos para garantir os melhores rendimentos:

  • se a liquidez é alta, o rendimento é baixo, e vice-versa;
  • se o risco é alto, o rendimento é alto;
  • maiores prazos de vencimento rendem mais.

Por isso, se você deseja rendimentos maiores, a melhor estratégia é diversificar sua carteira com a renda variável. Veja então as melhores opções para investir em 2019!

Investimentos de renda variável

Os investimentos de renda variável não permitem calcular no ato da aplicação a remuneração alcançada. Esse retorno pode ser negativo ou positivo, conforme a atuação do mercado. Entre as alternativas, estão:

  • derivativos;
  • ações;
  • câmbio;
  • ouro.

Mas em que investir em 2019? Este ano apresenta ótimas perspectivas para o investimento em ações. Veja algumas das principais alternativas que estão em alta!

Ações de lojas do varejo

Com o comprometimento do novo governo com o ajuste fiscal, o varejo tende a experimentar um impacto muito positivo, o que inclui também o setor de shopping centers.

  • Lojas Renner (LREN3): na crise de 2008, as Lojas Renner sofreram uma queda, mas, desde então, entraram em uma tendência de crescimento que ainda permanece;
  • Magazine Luiza e (MGLU3): parece mentira, mas em 2015, a ação da empresa valia R$ 0,96 e em 2018 chegou à sua máxima histórica, ultrapassando R$ 169,00;
  • Via Varejo (VVAR3): se tornou o maior varejista de eletroeletrônicos após a fusão do Ponto Frio, do Grupo Pão de Açúcar e das Casas Bahia;
  • Lojas Americanas (LAME4): a maior loja da américa latina pretende inaugurar 800 novas lojas até 2019, investindo pesado no crescimento orgânico ao adentrar em novos mercados e expandir as vendas.

Ações de estatais

  • Eletrobrás, Petrobras e Cemig (ELET3, PETR4 e CMIG4): essas estatais têm a perspectiva animadora de obter benefícios com um governo de menor interferência, tendo a Petrobrás a possibilidade de privatização em alguns setores;

Setor bancário

Com a promessa de ajuste fiscal e redução e custo de capital para os bancos, o setor segue firme como alvo de investimentos.

  • Banco Inter (BIDI4): desde sua entrada em abril de 2018, a fintech cresceu cerca de 108%, afinal, o Inter é referências de banco digital no país;
  • Itaú Unibanco (ITUB4): o Itaú representa uma das ações de maior relevância no Ibovespa, e seu histórico de constante crescimento o destacam como uma das melhores alternativas em bancos para investir em 2019.

Fintechs

Em 2018, o Banco Central regulamentou as fintechs de crédito. Elas passam a poder atuar no mercado como SEP (Sociedades de Empréstimo entre Pessoas). Na prática, ela conecta investidores àqueles que buscam recursos para investimento, sendo assim intermediárias em operações peer to peer lending.

Ou seja, as pessoas aplicam seu dinheiro na fintech e, do outro lado, pessoas jurídicas tomam o empréstimo. Esse  modelo que tem crescido no Brasil, já que é uma opção com um percentual de rentabilidade maior que o CDB e o Tesouro Direto. Um dos grandes players brasileiros no setor é a Nexoos, em atuação desde 2016.

Como saber sempre quais melhores ações investir? Não há como prever quais serão as oscilações do mercado. Por isso, é sempre bom estar antenado com as tendências e com as projeções realizadas por especialistas do setor. Você pode também contar com uma corretora, que dá indicações e monta carteiras de investimentos mais interessantes.

Quer saber mais sobre onde investir em 2019? Conheça as opções para investidores da Nexoos e fique por dentro dessa nova tendência!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *