Você conhece seu perfil de liderança?

Líder é aquele que comanda pessoas, causa influência de forma positiva e atrai seguidores. A forma que cada um fará isso depende do seu perfil de liderança. Essa competência é vista em pessoas de todas as idades e pode mover seu time rumo ao sucesso — ou ao fracasso.

A liderança é uma força que sempre esteve presente em nossa vida. Quando éramos crianças, sempre havia aquele que escolhia o time, separava brigas e se destacava dos outros. Todos confiavam nele, pois ele dava uma direção. Mas cada líder fazia do seu jeito. Alguns cativavam, outros sabiam ouvir e decidiam o que era melhor para todos, e ainda havia o líder que simplesmente impunha sua vontade de forma arbitrária.

E você? Que tipo de líder é? Felizmente, o perfil de liderança não é um estigma, mas sim uma competência que pode ser autodesenvolvida por meio de habilidades relacionadas e no jeito de fazer uso das fraquezas e das potências das pessoas que estão sob sua liderança.

Por que é importante que você busque esse aprimoramento e como identificar o seu perfil? Acompanhe o texto e descubra!

Por que você precisa aprimorar suas habilidades como líder?

O papel do líder e sua postura frente às suas equipes nunca receberam tanto destaque como nos dias de hoje. Mas isso não é de surpreender, afinal, o líder é aquele que guia a definição de metas e as monitora continuamente em busca do crescimento do negócio. Ele é o que mais precisa estar comprometido em desenvolver as pessoas com as quais trabalha.

Dessa forma, muito do desempenho dos seus colaboradores está relacionado ao tipo de relação que o líder estabelece com eles. Por outro lado, a liderança precisa enfrentar o desafio de lidar com a competitividade do mercado e ainda assim manter uma postura humanizada, em vez de focar-se unicamente em metas.

Os tempos mudaram e o estilo “manda quem pode e obedece quem tem juízo” não tem mais lugar nas corporações. Os modelos tradicionais de liderança precisam ser revisados, pois já se tornaram obsoletos. Os resultados estão focados no capital humano das empresas porque, como todos já sabem, pessoas valorizadas, reconhecidas e respeitadas rendem mais e com maior qualidade.

A partir do momento que os gestores conseguem reconhecer seu perfil de liderança, entendendo suas fraquezas e potências, poderão buscar formas de aperfeiçoar suas competências de gestão e aprimorar seu estilo para influenciar seu time de forma mais positiva. Aproveite agora então para fazer uma autoanálise e entender qual o seu perfil!

Qual o seu perfil de liderança?

Coercitivo

Este é um dos mais encontrados nas empresas, porque é o perfil mais tradicional de chefia. Ele é do tipo que centraliza o poder de forma individualista, teme que seus colaboradores cresçam e tomem sua posição. Assim, prefere impor sua liderança à base do medo, expressando uma postura de mandachuva.

A experiência mostra que esse não é modelo de liderança mais produtivo, pois acaba distanciando o líder de sua equipe. O resultado é a falta de respeito, empatia, confiança e um clima organizacional desconfortável para todos.

Já que é um perfil mais fechado, tem muitas dificuldades em receber feedbacks negativos, o que atrasa o crescimento do negócio e a otimização de processos corporativos. Por esses motivos, é um tipo de gestor considerado ultrapassado. Se você acha que se encaixa nesse modelo, o melhor caminho é refletir em sua postura e fazer alguns ajustes.

Democrático

Como o nome já sugere, o líder democrático envolve a participação de todos nas decisões. Com isso, encontramos aí uma gestão com um maior nível de colaboração, sendo o líder um facilitador e mediador para levar o time às melhores soluções por meio da coordenação de atividades e sugestão de ideias.

Por isso, esse gestor costuma fazer reuniões para apresentar problemas e discutir soluções com sua equipe. Uma vez que sua gestão é mais inclusiva, ele apresenta um potencial maior de reter profissionais talentosos e garantir melhores resultados.

Um ponto importante a ser ressaltado é que esse perfil de liderança é indeciso às vezes, sobretudo se sua equipe não colaborar com o processo decisório. Assim, pode ser complicado tomar boas decisões.

Autoritário

Esse perfil de liderança é mais exigente e firme no comando de sua equipe. Além disso, quando os colaboradores não entregam o resultado esperado, ele pode ser crítico e impaciente, e ter pouca tolerância para lidar com erros dos outros.

Em resultado disso, esse chefe não costuma incentivar muito a colaboração. Ele simplesmente entrega as responsabilidades e cobra resultados dentro do prazo estipulado, sem que haja suporte e comunicação adequados.

Se por um lado ele é bom para atingir metas e mobilizar o time, pode ser complicado manter os colaboradores do seu lado.

Treinador

Seu objetivo principal é desenvolver as habilidades dos seus liderados. Ele preza o autorreconhecimento. Para isso, ele tem a capacidade de identificar os pontos fracos e fortes dos seus colaboradores para então definir um plano de treinamento para aprimorar o desempenho da sua equipe na rotina diária da empresa.

Sua dificuldade muitas vezes é entender que uma conversa direta e franca com um colaborador em algumas situações pode ser mais eficiente do que um treinamento.

Centralizador

Esse perfil de liderança quer assumir todas as decisões e soluções sem consultar sua equipe ou delegar para eles algumas atividades. É o estilo “se deseja que seja bem feito, faça você mesmo”.

Embora seja interessante para equipes mais jovens e imaturas, que ainda não conseguem caminhar sozinhas, por outro lado, pode gerar nelas o sentimento de que o trabalho de cada um não é reconhecido. Além disso, o líder pode acabar se sentido sobrecarregado com tantas tarefas. O resultado é o atraso nas entregas e a falta de eficiência de toda a equipe.

Liberal

Pode ser um bom caminho para equipes com múltiplas competências e segmentos com um nível maior de maturidade. O líder liberal delega tarefas para o seu time e dá a eles autonomia para fazer seu trabalho, atuando apenas como um suporte quando necessário. O único cuidado é o de não manter um acompanhamento das atividades e perder a integração e o foco dos processos como um todo.

Inspirador

Esse é o líder que atua como um profissional modelo para sua equipe. Ele faz tudo com muita competência e seu carisma cativa a todos a alcançar e manter um bom desempenho. Esse tipo de chefia costuma ser muito ético e justo em suas relações e decisões.

É importante pontuar que esse tipo de chefia pode entrar em conflito com pessoas que têm uma personalidade mais forte ou colaboradores experientes que não concordam com sua postura.

Visionário

Por fim, gostaríamos de falar sobre o líder que está sempre mirando o crescimento futuro do negócio. Ele cria planos e projetos que fazem a empresa evoluir e chegar ao sucesso. Está sempre de olho em talentos que estão em seu time. Pode ser considerado um sonhador. Por isso, nem sempre é fácil motivar os liderados, uma vez que ele espera retornos futuros, ainda não concretizados.

E então? Conseguiu encontrar as características dominantes que mais se encaixam no seu perfil de liderança? Esse conhecimento é fundamental para você continuar aprimorando sua gestão. A ideia é usar os pontos fortes ao seu favor e ficar atento às possíveis dificuldades que pode encontrar.

Se gostou das dicas do nosso conteúdo, continue acompanhando nosso blog! Sempre temos artigos sobre gestão e investimentos para você aprimorar suas habilidades!

Se você está em busca de investimentos rentáveis basta acessar o nosso site. A Nexoos possui as melhores oportunidades para você investir na economia local!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *